Filemom - Reconciliação - Epistola de Paulo

Esboço
Saudações (1-3)
I - A estima de Paulo por Filemom (4-7)
A} - Razão de Ação de Graças (4-6)
B} - Motivo de Grande Alegria (7)
II - Apelo em Favor de Onésimo (8-21)
A} - Petição em vez de Ordem (8-11)
B} - Motivos para a Devolução de Onésimo (12-16)
C} - Um Apelo Vicário (17-19)
D} - Uma Resposta Positiva Aguardada de Filemom (20,21)
Assuntos Finais (22-25)
A} - A Esperança de Visitá-los em Breve (22)
B} - Saudações dos Companheiros de Paulo (23,24)
C} - Bênção (25)

Autor: Paulo
Tema: Reconciliação
Data: Cerca de 62 d.C.

Considerações Preliminares

Paulo escreveu esta “epístola da prisão” (vv. 1, 9) como uma carta pessoal a um homem chamado Filemom, mais provavelmente durante sua primeira prisão em Roma (At 28.16-31). Os nomes idênticos mencionados em Filemom (vv. 1,2, 10, 23,24) e em Colossenses (Cl 4.9,10-17), indicam que Filemom morava em Colossos e que as duas cartas foram escritas e entregues juntas.
Filemom era um senhor de escravos (v. 16) e membro da igreja de Colossos (compare vv. 1,2 com Cl 4.17), talvez um convertido de Paulo (v. 19). Onésimo era um escravo de Filemom que fugira para Roma; ali, teve contato com Paulo, que o levou a Cristo. Desenvolveu-se um forte vínculo de amizade entre os dois (vv 9-13). Agora, Paulo, um tanto apreensivo, envia Onésimo de volta a Filemom, acompanhado por Tíquico, cooperador de Paulo, levando
esta carta (cf. Cl 4.7-9).

Propósito

Paulo escreveu a Filemom para tratar do problema específico do escravo fugitivo deste, Onésimo. Segundo a lei romana, um escravo fugitivo era passível da pena de morte. Paulo intercede junto a Filemom em favor de Onésimo e pede-lhe que graciosamente receba Onésimo de volta, como um irmão crente e como companheiro de Paulo, com o mesmo amor com que acolheria o próprio Paulo.

Visão Panorâmica

Eis o apelo de Paulo a Filemom: (1) Roga que Filemom, como irmão na fé cristã (vv. 8,9, 20,21), receba Onésimo de volta, não como escravo, mas como irmão em Cristo (vv. 15,16). (2) Num trocadilho (no grego), Paulo chama atenção para o fato que Onésimo (cujo nome significa “útil”) era anteriormente “inútil”, mas agora é “útil” tanto a Paulo como a Filemom (vv. 10-12). (3) Paulo queria que Onésimo permanecesse com ele em Roma, mas prefere enviá-lo de volta ao seu legítimo senhor (vv. 13,14). (4) Paulo oferece-se para pagar a dívida de Onésimo e relembra a Filemom que este deve sua vida ao Apóstolo (vv. 17-19). A carta termina com saudações dalguns dos cooperadores de Paulo em Roma (vv. 23,24) e com uma bênção (v. 25).

Características Especiais

Três características principais acham-se nesta epístola. (1) Essa é a mais breve de todas as epístolas de Paulo. (2) Mais do que qualquer outra parte do NT, ela ilustra como Paulo e a igreja primitiva tratavam do problema da escravidão no império romano. Ao invés de atacá-la diretamente ou de instigar rebelião armada, Paulo expôs princípios cristãos que eliminavam a severidade da escravidão romana e que finalmente levaram à sua abolição total no meio da Cristandade. (3) Oferece um vislumbre incomparável da natureza íntima de Paulo, pois este se identificou tanto com um escravo que o chamou de “meu coração” (v. 12).

visualizar imagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário